Arena Hits
Banner Sites 1
ESPECIAL

Expointer: “Não há crise no agro”

Durante 11 dias da Expointer diversos setores entraram em debate

Mais Fazenda

Mais FazendaTudo sobre Fazendas no seguimentos da Agropecuária você acompanha aqui!

01/09/2019 17h20Atualizado há 3 meses
Por: Redação Agro Diário
Fonte: AGROLINK / Eliza Maliszewski
Imagem créditos: Fernando Dias/Seapdr
Imagem créditos: Fernando Dias/Seapdr

O Rio Grande do Sul é o segundo maior produtor de leite do país, somente atrás de Minas Gerais. São 12,5 milhões de litros de leite por dia, a maioria segue para a produção de leite UHT e leite em pó. Mas os produtores andam preocupados. Esse é um dos setores que mais sofre com tributos. O Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat) pediu ao governo federal ajustes no Programa de Escoamento de Produção (PEP). Um documento foi entregue à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que sinalizou que irá encaminhar a pauta e dar continuidade a ações que visem atender aos pleitos do setor. O presidente do Sindilat, Alexandre Guerra, disse que se trata de um primeiro passo para marcar posição do setor. "Esperamos que, a partir da formalização, o governo federal possa dar atenção necessária às nossas demandas", disse.

Confira a matéria em vídeo

 

Segue o Conteúdo AQUI

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.